domingo, 26 de junho de 2016

COMO O CRISTÃO DEVE SE DIVERTIR





Fico intrigado com as dificuldades de alguns irmãos em se divertir, ou ir em algum lugar para isso. Às vezes é tão difícil achar algo para se divertir!
Temos os shoppings, cinemas, teatros, parques, praias… Mas nossa igreja, ou proíbe ou aconselha a não ir para certos lugares, como cinemas e praias. NÃO DIGO QUE PROIBIR ISSO SEJA ERRADO. Mas já se perguntaram por quê isso? Talvez o que escreverei aqui, alguns não concordem, mas é bom falar.
Ir ao cinema, por exemplo, é algo que não edifica. Os filmes, em sua maioria, exaltam as coisas mundanas, como prostituição, violência, sexo, assassinatos, ou seja, nada que edifique um cristão mesmo. Se formos ver o livro de Filipenses, que aconselha e exorta a fazer e coisas que seja de boa fama, que edifiquem, que tenha valor para nós. Além do mais, lá dentro acontecem coisas estranhas, prostituição durante o apagar das luzes… Além do mais, Hollywood, ultimamente, vem fazendo filmes cada vez mais com temáticas esotéricas, diabólicas, BAIXA MAGIA, como a série dos vampiros, muitos filmes violentos e cheios de devassidão, tudo que a Bíblia contraria. Não é o lugar em si, mas o que acontece lá. Raríssimas vezes vemos filmes que pelo menos preguem a boa moral ou bons costumes, quanto mais a Palavra de Deus, ou enalteçam o evangelho. Aliás, os filmes geralmente zombam de Deus e da igreja.. Muitos filmes antigos tinham essa boa temática de promover boas coisas, mas hoje em dia…
Vejam o que fala Paulo: “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai”(Filipenses 4:8). Pedro também aconselha: “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver”(1 Pedro 1:15). Paulo continua: “Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus” (1 Coríntios 10:32).
“Não dando nós escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado” (2 Coríntios 6:3)
A praia, por exemplo, não é aconselhável ao cristão ir aos domingos. Veja como fica a praia nesse dia. As coisas que se escutam, os bregas, as músicas imorais, a devassidão cada vez mais aberta. Antigamente não era tão mal assim, mas hoje em dia, quando o pecado tem crescido tanto, aconselho que o evangélico escolha um dia diferente para visitar esse lugar. Além do mais, esse dia é do Senhor, que devemos usar para fazer a obra de Deus, ou ficar em casa orando, lendo a Bíblia. Tem outros dias, onde não há tantas pessoas, tantas coisas erradas. Olhe que não digo que é pecado, pois quem fez a praia foi Deus, a natureza é dele. Mas pensemos bem, não é um ambiente aconselhável, principalmente para quem tem crianças. Procure um dia no qual possa ter esse laser de forma mais cômoda e sossegada.
Já ir a um parque, tudo bem. É um ambiente onde se pode ter um laser mais cômodo. Existem alguns parques e museus aqui em nossa Região Metropolitana de Recife. Pode-se ir a um restaurante, se tiver condições. Precisamos de laser também, mas com ética e cuidado, sem que o nome de Deus seja glorificado. Tudo que fizermos é preciso glorificar o nome de Deus. Até se divertindo!
Agora, é só não esquecer a igreja e seu trabalho. Tenha um tempo para a família, mas não deixe de se reunir com a igreja. Faça a obra do Senhor, ore com os irmãos. Não é pecado se divertir, pecado é querer só se divertir, esquecendo que nossa pátria e nosso maior prazer é o Céu.