domingo, 31 de maio de 2015

Eu Tenho Um Chamado - Quatro por Um

É DE UMA BLZ TERRÍVEL. AMO ESSA MÚSICA. PARABENS.

BANHEIRO UNISSEX: UM ATENTADO CONTRA AS MULHERES

 

wcg
Banheiros da UFRN após intervenção de “coletivos”.
Não se engane: a instalação de banheiros unissex nas escolas e universidades não representa nenhum avanço em favor das mulheres ou das minorias.
No Brasil moderno você pode defender qualquer bizarrice desde que ela venha embalada em um discurso de “respeito às minorias” ou “combate ao preconceito”.
Foi em nome do “combate ao preconceito” que o Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoções dos Direitos de Lésbicas, Gays, Travestis e Transexuais” publicou, no dia 12 de março, no Diário Oficial da União, a resolução que estabeleceu o seguinte: “As escolas e universidades, públicas e particulares, devem garantir o uso de banheiros, vestiários e demais espaços segregados acordo com a identidade de gênero de cada sujeito”.
Ou seja, a partir de agora, eu e minha barba podemos frequentar os banheiros femininos de escolas e universidades. Para tal, basta que eu me “autoafirme” como um transgênero ou qualquer outra categoria sexual inventada nos últimos 10 minutos.
É claro não há como impedir que oportunistas frequentem o banheiro feminino mediante a alegação de que são transexuais. Qualquer marmanjo que alegue que acordou se sentindo a Julia Roberts poderá dividir o banheiro com as mulheres.
Todos estamos chocados com o caso da menina de 12 anos que foi estuprada no banheiro  de uma escola da Zona Sul de São Paulo. A garotinha foi abusada por três colegas (menores de idade), por quase uma hora, sem que nenhum funcionário notasse.
Dá pra imaginar o quanto este cenário vai piorar quando os banheiros de todas as escolas do Brasil forem transformados em locais de convívio entre meninos e meninas – em nome, é claro, do combate ao preconceito.
Banheiro por “identificação de gênero” é uma ficção vulgar. O que está sendo proposto é que escolas e universidades tenham banheiros U-N-I-S-S-E-X.
Fachadas
Ideólogos disfarçados de jornalistas ou travestidos de pedagogos estão inundando as redes sociais com suas típicas frases-de-para-choque-de-caminhão que justificam o banheiro unissex a partir do “combate ao preconceito”.


A manipulação da linguagem não é um fenômeno moderno. Desde a Grécia Antiga os sofistas já sabiam que a retórica pode solapar a verdade no discurso público. É por isso que os militantes corrompem palavras e conceitos para defender suas teses perniciosas.


“O ideólogo usa fachadas para esconder suas reais intenções. Ele nunca é sincero. Veja o caso, por exemplo, do banheiro unissex. É defendido a partir da ideia de direitos das mulheres. Na verdade, é um atentado contra as mulheres que agora terão que dividir o banheiro com qualquer homem que alega que se sente uma mulher”, explicou o professor Felipe Nery, presidente do Observatório Interamericano de Biopolítica.

Relativismo
Felipe Nery também destaca uma nefasta característica da neutralidade de gênero: o relativismo que, gradualmente, nos levará ao vale-tudo da sexualidade. A pedofilia, lembrou, já começa a ser chamada por progressistas de “amor entre gerações”…

O gênero sexual é um dado da natureza assim como a altura ou o peso. Negar que você é homem ou mulher faz tanto sentido quanto negar que é alto ou magro.
Até mesmo a moderna psicologia evolucionista – odiada pelos religiosos por sua natureza darwinista – diz claramente que há diferenças naturais (biológicas e psicológicas) entre homens e mulheres e ri dos acadêmicos que falam em “construção social”.
Os ideólogos, contudo, querem reduzir o gênero sexual a uma mera invenção cultural da sociedade patriarcal que deve ser destruída em nome da liberdade e etc.
Mas eu aposto que os militantes de gênero sofrerão a humilhação de enfrentar uma forte resistência das mulheres. Chegará o dia em que os “militantes da tolerância” serão desmascarados justamente por aqueles que dizem representar.
Não serão os políticos que derrotarão o lobby do gênero: serão as mulheres – mães, esposas, filhas – que se levantarão contra esta bestialidade que (como tudo que começa na academia) foi parar no banheiro.

Publicado na Reaçonaria.

Thiago Cortês é jornalista.

Fonte: Mídia Sem Máscara

A TERCEIRA NOITE: O CASAMENTO DE CRISTO

Chegou-se à terceira noite do Congresso das Mulheres, em Recife.Essa igreja é presidida pelo pastor Ailton José Alves, tendo como vice, Ailton Júnior, filho do mesmo. Mais uma vez, Deus falou tremendamente. A igreja, sem a greve dos ônibus, ficou lotada, bonita como sempre. Foi bom ver aquele mar de gente lotando a parte de cima e de baixo. Às 16:00h já estava lotado todo o templo, como de costume.

Estiverem visitando a igreja as caravanas do Setor 4, Vitória; Setor 5, Escada, e os setor 7, que incluem as igrejas de Caruaru, Sta Cruz do Capibaribe, Tejucupapo, Nossa Senhora do Ó, Camutanga, entre outros.
As mensagens dos hinos, no começo, foi dizendo que "é preciso  se preparar, se consagrar, é preciso acordar!" Foi uma bênção. Estiveram presentes os cantores Mirian Mical, da EADAL, ALAGOAS, com sua bela voz de contralto, e o cantor Marcos Junior, da igreja  do Rio Grande do  Norte.
A palavra ficou ao cargo do evangelista Marcelo Telles, de Recife, que pregou no tema do congresso, em Mateus 25.1-13; se referiu às Dez Virgens. Essa parábola é narrada unicamente por Mateus e tem uma mensagem muito forte sobre a vinda de Cristo. Levou  em conta a cultura hebraica da época, onde o casamento era de sete dias. O preletor fez uma alusão ao casamento de Cristo e a igreja, enquanto que, na terra, haverá a Grande Tribulação, onde Deus provará os que habitam na terra. Continuando, ele disse que o noivado já é uma etapa do casamento, e depois disso, o noivo tem total compromentimento com a noiva, e vice-versa. Da mesma forma, Cristo se comprometeu com a igreja, e a comprou com seu sangue, do mesmo modo que o  noivo dava um dote ao pai da noiva, pois a criou com todo carinho e desvelo. Só esse fato, em si, é uma prova do amor de Cristo. Do mesmo modo que o noivo ia buscar a noiva na cas dela, e o cortejo dos amigos do noivo se encontravam com o cortejo dos amigos da noiva, e ambos iam para as bodas, se estivessem com suas lâmpadas acesas, assim a igreja espera Cristo vir nas nuvens buscar sua noiva, com seus anjos, e toda a coorte celestial. Essa esperança deve estar viva, por isso devemos ter nosso azeite pronto. Teles então continuou, dizendo que a sociedade, e muitos na igreja têm perdido a virgindade moral, da ortodoxia, se prostituindo com conceitos filosóficos e anticristãos, a liturgia, da forma do culto. É isso que devemos evitar como igreja, a prostituição e a tudo que contraie a Palavra de Deus. Falou que Deus vai levantar Jeremias para exortar o povo à santidade e a deixar os ídolos e toda a imoralidade dos tempos atuais. Precisamos de profetas da Última Hora, para despertar esse mundo.

Depois da pregação, durante os hinos entoados ao fundo pelo pastor Júnior, que também é cantor, mais de 12  pessoas vieram à  Cristo,  à frente do púlpito, e o aceitaram como Salvador. Foi, então, uma pregação muito poderosa, apesar de não ter pulos, gritos, nem essas papagaiadas que vemos em certos congressos pelo Brasil afora. Em Recife, há comedimento. Mas foi uma preleção ungida, dentro da Palavra, uma mensagem com a hermenêutica e a exegese certa.. Graças a Deus.
Foto: Jackson Amil/RBC
Pela manhã, teve um devocional, é um culto especial, desde às 08:00h, indo até às 12:00h. Vai começar o culto,  neste domingo, às 17:00h, indo até às 21:00h.
Fiquemos atentos, e, os que puderem ir, vá, pois é bom estar no templo. Se não, fiquem em casa e cultuem pela tv. Deus é Onipresente, e vai te ver.

sábado, 30 de maio de 2015

A SEGUNDA NOITE DO CONGRESSO DAS MULHERES



A  segunda noite do 14º Congresso das  Mulheres em Recife, PE, presidida pelo pastor Ailton José Alves, foi, como sempre, uma bênção. A noite estava bastante alegre, e a igreja, lotada, mesmo  com a greve dos ônibus, uma parada geral que teve em todo o Brasil, juntamente com vários setores  em todo o Brasil.
_MG_9771
Nessa noite, o cantor Jair Santos cantou uma música lindíssima, que fala sobre a limitação do homem e o poder de Deus; depois, a dupla Rivaldo e  Rosita cantaram um hino antigo; depois, a irmã Joquebede, filha do pastor Isaque Marins Rodrigues, cantou um hino, que dizia que “Deus quer uma igreja que seja santa, que faça diferença entre o mal e o bem, uma igreja cheia da Palavra. Depois, a cantora Graça lima, que estava um tanto ausente do Templo Central, voltou cantando um de seu hinos. Continuando com os cantores, a irmã Eliã cantou hinos do lançamento de seu novo CD, coisa que faz todo ano, tendo  dois hinos de autoria de seus filhos. O quarteto Gênesis cantou dois hinos, e, terminando, o grande coral cantou um hino com Eliã Oliveira, depois de ensaiar por três meses.
_MG_9737
A mensagem ficou com o pastor Jônatas Lins, tendo como base Mateus 24. 1,13. Foi uma mensagem objetiva, despertando a igreja para a vida de Cristo, e que estivesse atenta aos sinais do fim do tempo, como  imoralidade, guerras, falta de amor, heresias, entre outras coisas.
A mensagem foi transmitida por 20 emissoras de rádio em todo o Pernambuco. No final da pregação uma pessoa aceitou Jesus como salvador, o que coroou com êxito o culto.
O pastor Aílton, mas uma vez, fez sua ironia em relação às irmãs, que segundo ele, “não conversam nada durante o culto, o que deu a entender o quanto isso aborrece o pastor, a ponto do mesmo se referir publicamente a isso. Esperemos que nessa terceira noite seja melhor, e elas tenham mais reverência  à casa de Deus.
Ao terminar a transmissão do culto, houve entrevista, no Canal 14, da irmã Eliã Oliveira, sobre sua trajetória, e como ela chegou até ali, repetindo o que ela disse ano passado, contando um pouco de sua vida como cantora. Tudo começou quando ela, na igreja que fazia parte no sertão do estado, onde não havia conjunto, recebeu a visita de um conjunto na época, e ela acompanhou o mesmo, cantando um hino de Leni Silva, “Silêncio”. E assim foi sua trajetória, e até hoje ela canta, para a glória de Deus, tendo, como dito acima, dois compositores na família. Melhor  para ela.
Graças a Deus por mais esse congresso. Que mais almas sejam salvas, pessoas curadas, para a glória de Deus.


A BÊNÇÃO DA PRIMEIRA NOITE DO CONGRESSO DE MULHERES



A primeira noite do 14º Congresso das Mulheres de Recife, igreja presidida pelo pastor Aílton Jose Alves, foi maravilhosa. A festa acontece do dia 28  a  31  de maio, tendo estudos bíblicos para as mulheres à tarde. O congresso deste ano tem como tema “Despertai, o Rei está voltando”, um tema bem preciso para nossa época.
 _MG_9715
A Palavra ficou a cargo do pastor Albérico Inácio da igreja IEADPE de Toritama, PE.  O mesmo contou experiências que teve em sua vida, e como Deus o chamou ainda criança, quando nem entendia direito sobre isso. Sua preleção foi baseada no tema “Uma vida de Oração”.  Nessa ocasião. Foi lançado o CD da cantora Eliã, o 24º de sua carreira de trinta anos. O CD é intitulado “Em Nome do Senhor”, e tem duas músicas de seus filhos. Esse CD é o segundo que está sendo lançado pela Bereia Music, um selo da IEADPE.

O Grande Coral das mulheres estava muito lindo com suas camisas branco e azul, um designer muito interessante, feito por um estilista talentoso. Chama a atenção aquelas centenas de irmãs cantando os hinos depois de três meses de ensaio. A camisa custou R$ 25,00, cada. O grande coral foi ensaiado e é regido pela irmã Terezina, uma musicista talentosa, que tem prestado bons serviços à causa do Mestre. Todo ano ela ensaia o mesmo. Glória a Deus pela sua serva e pelo seu grande serviço prestado.
Os estudos bíblicos têm sido uma bênção, para a glória de Deus, que tem usado pessaos como a mulher do vice-presidente da IEADPE, a irmã Cristiane, Pastor Albérico, pastor Isaque, entre outros.
Fotos: Everton Irineu/RBC

Esse congresso promete muito, e creio que tudo será para a glória de Deus. Que muitas almas se rendam.


quinta-feira, 28 de maio de 2015

5 HISTÓRIAS QUE VOCÊ NÃO OUVIU FALAR SOBRE A COLABORAÇÃO ENTRE FDI E OS PALESTINOS

  

5.oCooperação-médica
Você já ouviu falar que as Forças de Defesa de Israel (FDI) vieram em auxílio dos palestinos que vivem na Judéia e Samaria, a pedido da Autoridade Palestina, durante uma tempestade de neve pesada? Você viu soldados empurrando um táxi palestino fora da neve? As probabilidades são de que você perdeu essa história, e muitas outras que mostram como os palestinos cooperaram com as FDI.
A cooperação entre os palestinos e as Forças de Defesa de Israel é algo que é normalmente visto ou completamente esquecido na mídia internacional. É importante reconhecer que as FDI é um exército com uma grande bússola moral, e leva muitos iniciativas para servir israelitas e não-israelitas. Há muitos exemplos de cooperação entre palestinos e a FDI.
Aqui estão 5 história encorajadoras que mostram a cooperação entre a FDI e os palestinos.
1. A tempestade de neve pesada leva a cooperação entre as FDI e as Autoridades Palestinas
16237149726_8a99eaff5c_z (1)
Em janeiro de 2015, uma pesada tempestade de neve atingiu a região da Judéia e Samaria, acumulando um monte de neve que tornou impossível de dirigir. Depois de declarar o estado de emergência, a Autoridade Palestina enviou um pedido oficial à FDI para ajudar a limpar as estradas, incluindo a principal estrada que leva a Ramallah. As autoridades palestinas enviaram o pedido para a Administração Civil de Israel que colaboraram com o Coordenador das Atividades do Governo na Unidade de Territórios (CAGUT). Depois de algumas horas de atividade conjunta, as estradas e as inundações foram limpas.
2. O CAGUT decide aumentar a assistência e cooperação na Faixa de Gaza
Desde o cessar-fogo em 26 de agosto, Israel tem facilitado o acesso de aproximadamente 66 mil toneladas de materiais de construção em reconhecimento das circunstâncias terríveis da situação dos moradores de Gaza no rescaldo da Operação Borda protetora .
Em outubro de 2014, a CAGUT anunciou a expansão de licenças para as pessoas entrarem em Gaza por razões de reconstrução, exportação agrícola, saída dos moradores para estudos acadêmicos e passagem das equipes médicas. Recentemente, a CAGUT decidiu expandir sobre essa decisão com a transferência de produtos agrícolas como tratores, passagem de materiais de construção e exportações agrícolas para a Judéia e Samaria para o comércio econômico.
Isso é feito com pleno conhecimento de que a maioria dos materiais de construção, como cimento ou o lucro obtido nestas transferências, podem cair nas mãos de terroristas.
3. As bem sucedidas cirurgias de córnea para 14 palestinos depois de meses de planejamento

A partir de 10 de fevereiro de 2015, a Administração Civil nos territórios completou 14 cirurgias de córneas para os palestinos restaurarem a visão adequada. O coordenador de saúde da Unidade de Administração do Civil trabalhou com os moradores palestinos da Judéia e Samaria, para que pudessem receber a cirurgia de córnea no Hospital de São João em Jerusalém Oriental.
Depois de meses de planejamento logístico, as córneas chegaram como uma doação dos Estados Unidos e foram imediatamente levadas para a cirurgia. As córneas tinham apenas alguns dias, até que expiraram, fazendo um transplante imediato necessário. Todos as 14 cirurgias foram um sucesso, com pacientes de todas as idades, variando de 6 anos a 84 anos de idade.
Ao longo de 2014, a Administração Civil coordenou transplantes de córnea em 96 palestinos no Hospital S. João., especializado em doenças dos olhos.
4. IDF organiza curso para empresários palestinos
Em 2014, um curso de importação e exportação foi realizado para empresários palestinos estabelecidos, a fim de ensinar e melhorar os métodos que irão reforçar a sua economia local.
Produtos de exportação palestinos da Judéia e Samaria são um dos principais contribuintes para sua economia local, e em 2014 aumentou em 90% para os mercados internacionais, em comparação com o primeiro semestre de 2013.

Vinte empresários palestinos e várias empresas de turismo participaram do curso CAGUT que teve lugar ao longo de um curso de oito reuniões. Eles receberam ensino de conteúdo profissional que incluía estratégias de marketing, tendências de mercado e estabelecimento de parcerias no mercado internacional.
“Este último período não foi simples, e envolveu uma série de incidentes difíceis, mas, apesar disso, a economia na área de Judéia e Samaria está estável”, disse o brigadeiro Gen. David Menachem, chefe da Administração Civil, na última reunião. “Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para melhorar e desenvolver a economia local. Entendemos que uma economia estável permite uma situação de segurança estável e leva à paz”.
5. O Natal leva à cooperação entre FDI e Forças de Segurança palestinas
Uma vez por ano, o CAGUT hospeda uma conferência preparatória para o feriado de Natal próximo entre vários funcionários da IDF, forças de segurança palestinas, organizações internacionais e representantes cristãos. O ponto de partida da conferência é discutir os passos centrais que estão sendo tomados para o feriado, a fim de assegurar que os procedimentos e cerimônias sejam realizadas em conformidade.

Essas etapas incluem a entrada ilimitada em Israel para a população cristã da Judéia e Samaria estritamente para a temporada de férias e centenas de autorizações de entrada a partir da Faixa de Gaza para Israel. Devido à sensibilidade da temporada e da natureza das cerimônias que acontecem, as medidas de segurança foram aumentadas e monitoradas cuidadosamente. As cerimônias trazem cerca de 170.000 visitantes.
A coordenação entre as forças de segurança palestinas e a FDI levou a um Natal seguro. O evento colaborativo permitiu que milhares de turistas desfrutem das suas férias e foi considerado um grande sucesso.

Fonte: http://www.idfblog.com/blog/2015/03/01/5-stories-havent-heard-collaboration-idf-palestinians/
Tradução: Emerson de Oliveira

domingo, 24 de maio de 2015

Pr.Silas Malafaia da resposta ao ex Presidente Lula que faz critica a pa...





TENHO QUE ADMITIR QUE ESSE PASTOR É MACHO MESMO;DISCORDO DELE EM  ALGUMAS COISA, MAS NESSA EU APOIOAL. DÁ-LE, PASTOR!!

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Sete mitos sobre a Igreja Católica e a ciência - Benjamin Wiker (introdu...




MUITO BOM ESSE VÍDEO.





A CIÊNCIA DEVE MUITO AO CRISTIANISMO E À IDADE MÉDIA

 
James.JPGEsta semana, o blogueiro convidado é James Hannam. Ele tem um PhD em História e Filosofia da Ciência da Universidade de Cambridge e é o autor de A Gênese da Ciência: Como a Idade Média cristã lançou a Revolução Científica (publicado no Reino Unido como Filósofos de Deus: Como o Mundo Medieval lançou as bases da ciência moderna).
A atribuição do Prémio Templeton para o presidente aposentado da Royal Society, Martin Rees, despertou a controvérsia sobre ciência e religião. Eu tive o prazer de conhecer Lord Rees um par de vezes, inclusive quando o meu livro Filósofos de Deus (recém-lançado nos EUA como The Genesis of Science ) foi indicado para o prêmio de livro de ciência pela Royal Society. Duvido que ele tem recebido o alarido sobre a Fundação Templeton, mas nem vai ser particularmente perturbado por ela.
a gênese da science.JPGPoucos temas são tão abertos ao mal-entendido como a relação entre fé e razão. O confronto contínuo do criacionismo com evolução obscurece o fato de que o cristianismo, na verdade, teve um papel muito mais positivo a desempenhar na história da ciência do que comumente se acredita. Na verdade, muitos dos alegados exemplos de religião travar o progresso científico são falsos. Por exemplo, a Igreja nunca ensinou que a Terra é plana e, na Idade Média, ninguém pensava assim. Papas não tentaram proibir o zero, dissecação humana ou pára-raios, muito menos excomungaran o cometa Halley. Ninguém, tenho o prazer de dizer, foi queimado na fogueira por idéias científicas. No entanto, todas essas histórias são ainda defendidas regularmente como exemplos de intransigência clerical em face do progresso científico.
É certo que, Galileu foi levado a julgamento por afirmar que é um fato que a Terra gira em torno do sol, ao invés de apenas uma hipótese como a Igreja Católica exigia. Ainda assim, os historiadores descobriram que até mesmo seu julgamento foi mais um caso de egoísmo papal do que conservadorismo científico. Dificilmente merece a ofuscar todo o apoio que a Igreja tem dado à investigação científica ao longo dos séculos.
Esse apoio levou várias formas. Um deles foi simplesmente financeira. Até a Revolução Francesa, a Igreja Católica foi a principal patrocinadora da pesquisa científica. A partir da Idade Média, ela pagou por padres, monges e frades para estudar nas universidades. A igreja ainda insistiu que a ciência e matemática devem ser uma parte obrigatória do currículo. E depois de algum debate, aceitou que a filosofia natural grega e árabe foram ferramentas essenciais para a defesa da fé. Por volta do século XVII, a ordem dos jesuítas havia se tornado a organização científica líder na Europa, publicando milhares de documentos e difundindo novas descobertas em todo o mundo. As próprias catedrais foram projetadas para também serem observatórios astronômicos para permitir a determinação cada vez mais precisa do calendário. E, claro, a genética moderna foi fundada por um abade trabalhando com ervilhas no jardim monástico.
deus projetar uni.bmpMas o apoio religioso para a ciência tomou formas mais profundas também. Foi só no século XIX que a ciência começou a ter qualquer aplicação prática. A tecnologia tinha aberto seu próprio caminho até a década de 1830, quando a indústria química alemã começou a empregar seus primeiros doutorados. Antes disso, a única razão para estudar a ciência era curiosidade ou piedade religiosa. Os cristãos acreditam que Deus criou o universo e determinou as leis da natureza. Estudar o mundo natural era admirar a obra de Deus. Isto poderia ser um dever religioso e inspirar a ciência quando havia poucas outras razões para se preocupar com isso. Foi a fé que levou Copérnico a rejeitar o universo ptolomaico; que levou Johannes Kepler a descobrir a constituição do sistema solar; e que convenceu James Clerk Maxwell a que pudesse reduzir o eletromagnetismo a um conjunto de equações tão elegantes.
Dado que a Igreja não tem sido um inimigo para a ciência, é menos surpreendente descobrir que a era que estava mais dominada pela fé cristã, a Idade Média, foi um momento de inovação e progresso. Invenções como o relógio mecânico, vidros, impressão e contabilidade entraram em cena no período medieval tardio. No campo da física, os estudiosos descobriram teorias medievais sobre movimento acelerado, a rotação da Terra e da inércia incorporada nas obras de Copérnico e Galileu. Mesmo a chamada “idade das trevas”, nos anos 500 a 1000, eram realmente um tempo de antecedência após a calha que se seguiu à queda de Roma. A produtividade agrícola aumentou com o uso de arados pesados, colares de cavalo, a rotação de culturas e moinhos de água, levando a um rápido aumento da população.
Foi somente durante a “Iluminismo” que começou a se propagar a falsa ideia de que o cristianismo tinha sido um sério obstáculo para a ciência. Voltaire e seus companheiros filósofos se opunham à Igreja Católica por causa de sua estreita associação com a monarquia absoluta da França. Acusar os clérigos de deter o desenvolvimento científico foi uma forma segura de fazer um ponto político. Os porretes foram posteriormente retomados por TH Huxley, o buldogue de Darwin, em sua luta para a livrar a ciência de qualquer tipo de influência clerical. O criacionismo fez o resto do trabalho em convencer o público de que o cristianismo e a ciência estão fadados ao antagonismo perpétuo.
No entanto, atualmente, a ciência e a religião são as duas forças intelectuais mais poderosas do planeta. Ambas são capazes de fazer um bem enorme, mas suas chances de fazê-lo são muito maiores se puderem trabalhar juntas. A atribuição do Prémio Templeton para Lord Rees é um pequeno passo na direção certa.


Fonte: logosapologética.

terça-feira, 19 de maio de 2015

O CÉU DESCEU NO CULTO DE DOUTRINA



Foi lindo o culto; uma maravilha dos céus. Pense num clima celestial, onde se pode sentir o sopro de Deus de forma nítida, e a paz inundando a mente de todos.
Foi o culto de doutrina na Assembleia de Deus em Recife, na igreja sede, presidida pelo pastor Ailton José Alves. O pastor Ailtom não estava presennte, mas em viagem em outro estado. O vice presidente da EADPE, pastor Ailton Junior esteve presente, e foi ele que deu uma Palavra para a igreja, usado por Deus.
O templo lotado estava sorrindo, e várias comissões se fizeram presente: a de Caldeireiro 3, a da igreja em Guararapes, a comissão da Rua 29 também se fez presente, louvando a Deus, cantando um hino extenso, um pouporri da Harpa Cristã; além do vocal Unidos Pela Fé.Maravilha. Estiveram presente as áreas 30,31, 32, e a 56. Havia alguns visitantes do Sul, como alguns pastores e presbíteros.
O pastor Junior leu alguns versículos no Salmo 40, indo do 1-5. Começou dizendo que "algumas vezes nos encontramos em situações que nós mesmo provocamos, e, outras, que nós entramos por outros motivos, como provações de Deus". A leitura fala de paciência, esperar em Deus, tradução do verbo hebraico Kavar, que significa esperar algo de alguém, olhar para alguém, para que receba alguma coisa dele. Segundo o pastor Júnior, "esse é o sentido do verbo kavar no hebraico. Líndíssimo isso. É de uma profundidade enorme, e uma revelação da Palavra de Deus. Como é bom estudarmos e entendermos a Bíblia pela hermenêutica, olhando o sentido do texto, e a exegese. Continuou o pastor referido a explicar que, dos versículos 1-5, ele, o salmista, fala da espera; dos versículos 6-10, ele fala sobre o que fez enquanto esperava, entre outras atitudes tomadas dos versículos 11 em diante. Alguns versículos foram lidos pelo pastor como os que seguem: Jd 21; Is 5.1-5; 1 Co 1.7; Tt 1.10; 2 Pd 3.13.
E disse mais o preletor que "esperar é uma atitude espiritual, é uma esperança por aquilo que Deus é, somente, e não por aquilo que Ele pode nos dá; sua presença é que importa, sua amizade é o mais importante, sua grandeza... Essa esperança se baseia nas suas promessas e misericórdias. Nesse momento, a alegria do Espírito Santo envolveu-nos, e tudo em que pensamos foi no céu, nas coisas de lá, parece que ele baixou em nossa cabeça, ou fomos elevados à presença de Deus. Podia-se, realmente, sentir a presença do Altíssimo, pois é o Deus vivo, que fala com o homem. E Deus não despediu ninguém vazio. Foi citado então o Salmo 119. 41.
Disse o pastor Júnior ainda, que "Deus não é como nós, que fala por falar, Ele fala com propósitos, para dar esperança, para esclarecer e fortalecer." Quando foi explicado o Salmo 130, foi que nos emocionamos e sentimos o quanto Deus fala para nós, ao ser revelada as verdades inseridas nesse salmo tão lindo. A impressão que tivemos foi que aquelas letras ali escritas brotaram mais para nós, e o sentido do texto pulou em nossa mente. A igreja foi ao êxtase. Foi dito também que "o servo de Deus espera pela Palavra até se cumprir, mesmo que corramos risco de morte : leia At 27. 21-25; 28. 1-6. A narrativa vívida de Lucas sobre sua viagem com Paulo a Roma, e o livramento deles e dos prisioneiros, pois esperou na palavra a ele confiada pelo anjo de Deus. Citou depois o Salmo 69.20.
Continuando a preleção em Isaías, sobre a vinha de Deus, Israel, uma das figuras de linguagens mais lindas da Bíblia, a alegoria." Deus mesmo esperou que Israel desse umas boas", disse o pastor," mas deu uvas amargas, ruins, bravas: Is. 5.2-4. A parte mais linda da preleção foi quando ele explicou sobre Ciro, o Grande, líder da coalisão Medo-Persa, que, juntamente com os Lídios e alguns povos mais, venceu Babilônia, e libertou a Israel. A tradição judaica diz que os escribas e anciões de Israel mostraram a profecia a Ciro, deixando-o estupefato; uma profecia predita 175 anos antes! Deus preparou Ciro desde antes de seus avós existirem, demonstrando seu propósito eterno e que ninguem pode atrapalhar seus planos, ele, Deus, o Deus que atua na História da humanidade. Depois o pastor se referiu aos versículos de Isaías 14. 24-27, sobre a derrota da Assíria diante de Israel. Citou Is. 59.9 e 33.2. No Salmo 25. 2-5, o salmista ora dizendo que "não deixe os inimigos triunfarem sobre ele, mas que eles sejam envergonhados. Glória Deus!
Foi dito também para esperarmos o melhor de Deus: Salmo 27.11-14; Heb 10.11-13. Finalizando, foi explicado também que Deus prepara tudo, pois a ordem sai do mundo espiritual e se revela no material; e da mesma forma que Deus preparou a terra e depois fez Adão, que veio, então depois de tudo pronto. Esperemos em Deus, pois Ele já tem tudo pronto. Amém.

quinta-feira, 14 de maio de 2015

ABERTA TEMPORADA DE CAÇA AOS NEGROS


É absurdo o que tem acontecido ultimamente,tantas discriminações contra os negros, e a mídia tem mostrado tudo.
Agora virou moda criticarem e ridicularizarem os negros, apenas por aparecerem nas redes sociais, seja em fotos ou vídeos. Parece que aqui é a Europa, não é  o país de brancos e negros, nem houve uma miscigenação racial. E olhem que não houve, por parte dessas pessoas negras, nenhuma agressão, mas foram punidos apenas por postarem as fotos.
Penso que o que está havendo é uma espécie de revolta dos chamados "brancos". É como se essas pessoas que postaram fotos nessas redes sociais, não fossem pessoas, e não tivessem direito de também porem fotos delas, como os que se acham brancos também põem. Dentro de poucos dias houve vários casos de preconceito racial, como o que sofreu uma jornalista de Brasília, chamada por terríveis adjetivos; outro, um casal, o rapaz branco, e a moça, negra, que namoram, e puseram fotos no Facebook e foram esculhambados também. Será que virou moda?
Pode ser que seja devido ao crescimento no número de negros que tiveram ascensão social, e estão reinvindicando mais seus direitos, e estão alcançando posições que antes não podiam, como entrando em universidades públicas, que antes era lugar só de burgueses, e brancos.
As pessoas que fazem isso, ignoram que o Brasil tem metade da população de cor negra, mas os brancos é que ocupam os melhores cargos e empregos, seja em empresas públicas ou privadas. Absurdo.Outro caso mostrado foi de um pai, que, para defender os filhos, impediu que eles fossem levados presos porque seguranças e policiais, pensaram que essas pessoas tivessem roubado os tênis que levavam na sacola. O absurdo foi tanto, que até as pessoas que passavam por perto, ficaram contra os policiais, devido à truculência desses irresponsáveis. Parece que abriram a temporada de caça aos negros; só pode ser. Uma lástima.
O que é preciso ser feito para que o racismo seja realmente irradicado do Brasil, já que aqui há mais da metade da população de cor negra? Cada vez mais isso tem se tornado comum nas redes sociais, devido ao engano de acharem que não serão punidos. Mas é mero engano, porque a policia geralmente faz um inquérito, se a vítima faz a devida denúncia.
Mas isso também pode ter como causa a própria mídia, e a classe dominante, que faz com que só os brancos sejam considerados bonitos, só eles participam das melhores festas, só eles são tidos como pessoas de verdade, enquanto que o negro, como já dizia em uma de suas músicas, o cantor Édson Gomes, sempre fazendo "um papel menor". Infelizmente é assim. Se não for feito algo realmente sério contra isso,não acabará tão cedo. Mas a sociedade está acordando, os negros, mais conscientes,não estão deixando para lá, como acontecia antigamente, mas estão lutando mais contra isso. Que bom.
Espero que a partir de agora, haja mais punição contra esses tipos de absurdos e que as pessoas não sejam discriminadas por serem mais escuras, ou por morarem em bairros considerados de pessoas de baixa renda. Lutemos.


por J.M.Lou