quarta-feira, 29 de outubro de 2014

O MONSTRO DA LAGOA


Será que vamos ver o que disse certa vez Chico Buarque em uma de suas músicas, pouco antes de um presidente assumir as rédeas do país durante a Ditadura: "Eis que vejo surgir o monstro da lagoa?" Talvez sim, quem sabe realmente? 
Esperemos que essas mudanças sejam para melhor, e não para pior. Mas será que teremos uma nova revolução? Essas coisas que aconteceram, parece-me só a ponta do iceberg, desde Eduardo se percebe isso. Haverá uma revolução no Brasil, aguardem, e a liberdade vai ser restringida um pouco, e a lei será mudada de modo a permitir isso. Só Deus mesmo dá a segurança necessária.Esperemos.


por J.M.Lou

DE NOVO DILMA


Agora acabou. Dilma reeleita, e as esperanças refeitas. O que nos espera? O PT agora continua dominando o Brasil, e o PSDB está fora. Que coisa. Todos estão alegres agora, e só aguardemos o resultado disso tudo, e as promessas feitas, se serão cumpridas. Espero que consigamos ter as esperanças cumpridas, pelo menos parte dela.

BRUTALIDADES


Vi isso várias vezes já, quase todo dia vejo ainda. As mulheres, que eram consideradas mais sensíveis que os homens, estão agora imitando suas brutalidades. Essa é a palavra, brutalidade.
Antes, quem visse uma mulher com o filho nos braços, ou com um pacote de alguma coisa, levantava-se do lugar, e ela sentava; hoje, isso mudou. Ninguém se levanta mais, mesmo as mulheres ficam sentadas, até quando veem uma idosa. Incrível. Certa vez, vi uma mulher com uma criança de uns 2 anos no braço. Ninguém se levantou, mesmo as mulheres ficaram sentadas. Insensíveis também. Antes, eram só os homens,mas mesmo esses se levantavam e davam lugar, apenas alguns não faziam isso; elas agora ficaram assim, brutas.
E aquelas pessoas que ficam sentadas na frente? Os idosos entram e não sentam, pelo fato de ninguém se levantar e dar o lugar para eles. Absurdo não é? Eu me sinto impotente com isso. Queria dizer para essas pessoas insensíveis que isso é errado, não se faz, que isso?! Mas fico calado. Será que sou omisso? Já não sei.
As mulheres não podem ficar assim, estão iguais demais aos homens, precisam ser diferentes da gente, nós somos brutos por natureza, mas elas? Cadê a diferença? Estão iguais demais com a gente. Não deviam mudar?

BARRIGAS - TÚMULOS


Já está uma coisa um tanto comum, muitas mulheres fazem isso, como se estivesse urinando. O aborto, ano passado, atingiu números exorbitantes, como os que o SUS patrocinou, cerca de 1.523 abortos, ou seja, assassinato de bebês, fora os que ocorreram de forma ilegal, nos quais muitas mulheres vieram a óbito, infelizmente. É bom frisar que isso é ilegal e imoral, além de ser um pecado contra Deus.
Somente tendo a noção de que uma criança no ventre é uma "coisa", para achar que se matar não há nada, mas há. É uma vida, e o bebê não É UMA EXTENSÃO DA MÃE, É UM OUTRO SER.
Uma mulher, psicóloga, chamada Antônia,disse num jorna,l que abortou duas vezes, e seu marido concordou em fazer isso. Estava acostumada já. E o Código Penal proíbe isso, e a pena é de 1 a 3 anos; para a equipe que faz isso, 1 a 4 anos. Além disso, 196.661 procedimentos pró-aborto foram feitos em 2013. Número alto hem? O que espanta mais é que 800 mil abortos são feitos por ano no Brasil. E no mundo todo? Quanto sangue derramado! Assassinatos de forma miserável e covarde. são assassinatos cruéis mesmo.

O PROFESSOR: SERVO DE ORELHAS FURADAS?


Se comprares um servo hebreu, seis anos servirá; mas ao sétimo sairá livre, de graça.
Se entrou só com o seu corpo, só com o seu corpo sairá; se ele era homem casado, sua mulher sairá com ele.
Se seu senhor lhe houver dado uma mulher e ela lhe houver dado filhos ou filhas, a mulher e seus filhos serão de seu senhor, e ele sairá sozinho.
Mas se aquele servo expressamente disser: Eu amo a meu senhor, e a minha mulher, e a meus filhos; não quero sair livre,
Então seu senhor o levará aos juízes, e o fará chegar à porta, ou ao umbral da porta, e seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e ele o servirá para sempre.
Êxodo 21:2-6
Isso acontecia no Israel de antigamente, nos tempos bíblicos, nação que tinha as leis mais avançadas para a sua época. Nenhum povo tinha leis como as desse povo, mais brandas,com mais respeito aos semelhantes. Tudo isso era para acabar ou diminuir a opressão sobre seus pares. 
Mas hoje em dia, penso que os professores fazem algo parecido, quando se resignam a ensinar mesmo ganhando pouco, mesmo sendo oprimidos por um sistema duro como pedra, sem ser verdadeiramente reconhecido, tanto do ponto de vista financeiro quanto do ponto de vista moral. Poucas vezes ocorre isso.
O professor segue esse caminho do ensino sabendo o que vai encontrar pela frente, seja alunos desrespeitosos, seja patrões sem escrúpulos, verdadeiros comerciantes, seja governos sem noção, ou com noção demais. É um ideólogo, um profissional que a isso se resigna. Levar uma cruz, mesmo que pesada, sem reconhecimento; às vezes penso que os professores gostam de sofrer, por causa do amor que têm pelo ensino, pelos alunos,pela luta.
É um herói, combate um combate bom, como Paulo, e vai compondo suas melodias diárias, semeando para colher mais tarde. Sim, é um semeador, e as sementes ora se perdem, ora crescem a 50, 80, 100 por um;outras vezes, demoram a planta demora a crescer, e fica ainda algo guardado. Nada se perde totalmente. Ensinar é resignar-se. É amar. Na verdade, o amor é o motor de uma ideologia. As ideologias se seguem por amor.Se não ama, não segue; se segue, é por que ama.E o mestre segue a dele.
O mestre está comprometido com o ensino, com o dever de transformar corações. E se pegarmos o sentido bíblico do termo, dizemos que ele, em sua natureza, em sua totalidade, procura tornar isso seu ideal diário. Os ideais devem ser renovados diariamente, para que não envelheçam e não se acabem. Assim é o mestre. É o ensino também.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

O REVOLUCIONÁRIO


 Quero espalhar uma ideologia
Que clareie o dia
E refaça as forças do homem.
Quero um fogo que consome.

Quero uma ideologia
Que as crianças entendam,
Que as compreendam
E a escondam com carinho.

Não quero ser líder de uma revolução
Neurótica
De caráter psicótica,
Que amedrontem o cidadão.
Quero-a com coração.

Não quero uma ideologia vazia
Que não ilumine
E não contamine
As mentes.

Anseio uma revolução potente
Que alcance os carentes
E lhes abra as mentes;
Uma ideologia da gente!

Quero ideias perfeitas
Tecendo os amanhãs.
Quero lançar as bases
Dessa metamorfose
E ter a colheita.

Essa ideologia
Tem que ser madura
Tem que ter candura
E cumprir a promessa.

Tem que brilhar
Como uma festa.
Ela precisa ser limpa,
Precisa ser nítida.

Como quem se declara.
Terá que ser rara...
Terá que abrir o coração:

 Viva a revolução!


por J. M. Lou



sábado, 18 de outubro de 2014

À LA OSVALD - O KUNG FU

 O KUNG FU

Qualé, PM?
Hã?!
Kualé?
Pernas e braços na avenida.


visaoabrangente.blogspot.com.br

LA MUCHACHA


Que quieres usted?
Hacer mal me vivir?
no sé no que crees.
Te gusto mucho,
És de mi vida el punto.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

7 DE SETEMBRO.

Num dia de sol
Pedro fez a independência;
Fosse na chuva, não faria nada.

ESOPO


Estava um aluno no pátio de uma faculdade, quando chegou um professor arrogante, e disse:"Voce tirou onda com minha cara na primeira aula, ano passado."
"Mas eu entrei esse semestre,disse o aluno."
Então foi seu irmão", disse o professor.
"Mas eu sou filho único", afirmou.
"então foi seu primo", disse ainda o mestre.
"Mas ele mora em outro estado!"
"Não quero saber, parece com voce, vou te reprovar". Então chegou em casa, entrou no SIGA, e fez o que disse.

Moral da historia: coitado do aluno!

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

O CARA


Ei,cara
Conheço tua cara
E sei como encaras o mal.
És devasso, um bossal,
Queres ser o tal.
Sei o que és:
Um crime Federal!

terça-feira, 14 de outubro de 2014

O PROFESSOR COMO MARIONETE


Ensinar, dizem, é uma missão. Concordo com isso, se bem que, pode ser que seja algo romantizado essa ideia de afirmar que ensinar seja algo assim.
Os professores desempenham um papel essencial para que o Estado mantenha o controle sobre todos, e divulgue sua ideologia dominante, como Marilena Chauí afirma em um de seus livros. Nele, ela afirma que o Estado usa as ferramentas da Educação para dominar de modo mais vigoroso a sociedade.
O que me parece é que os professores são usados pelo sistema para imprimir nas mentes dos indivíduos tudo isso. 
E é isso que a autora citada afirma no livro por ela escrito, agora me fugiu à mente o nome.Desculpem-me a falha. Os mestres são preparados para repetir o discurso ideológico do Estado, e eles mesmos são também dominados por esse sistema, repetindo para os alunos tudo que outros professores também repetiram para eles. Complicado.
Diante disso tudo, talvez seja possível afirmar que muitos professores são marionetes nas mãos do Estado, repetindo os discursos dos dominadores. Mas há tanta reclamação sobre salários, e, no entanto, mais professores estão sendo formados nas universidades, e outras instituições. Talvez sejam preparados para aceitarem isso. Colocam uma canga neles e tudo fica normal. Alguns até romantizam essa profissão.
Entra governo, sai governo, e os investimentos na educação não cresce. Estão falando há um bom tempo em um por cento do PIB para o ensino. Quem dera!
Aécio acabou com a educação em Minas Gerais; Dilma não foi lá essas coisas, e tudo é uma boa ciranda. Ainda bem que o mestre é um idealista, se não, aí dos governantes!
Bom é quando o professor deixa de repetir o discurso dominante do Estado,e se torna um abridor de novos caminhos, fazer nascer novos pensadores, e não papagaios. Que seus alunos sejam novos abridores de caminho.
Talvez seja isso que estão fazendo alguns professores com os quais tive aulas.Poucos, mas tem ainda. Que bom que continuam lançando essas sementes.

J. Lou