sexta-feira, 20 de agosto de 2010

O DCE

Sem dúvida o DCE tem desenvolvido um belo trabalho em relação aos direitos dos estudantes da RURAL. As lutas, as conquistas, falam que o trabalho deles é muito proveitoso. A primeira vez que o pessoal do DCE foi na sala de Pedagogia, se apresentar, causou boa impressão. Um deles pertencia ao D.A. de Pedagogia, embora não fosse muito freqüente a interação com os discentes desse curso devido a outros fatores que impediam isso.


Durante a aula inaugural da segunda entrada, houve uma manifestação contra a atual diretoria do DCE, acusando-a de ter sido usurpadora do poder, traidora dos ideais estudantis. Os novatos ficaram sem saber o que fazer em relação a isso, não entenderam. Quem já era aluno pelo menos a uns meses atrás já percebeu boa parte do que estava sendo feito, a razão daquilo. E os novatos? Na classe de LETRAS mesmo ninguém entendeu nada. Há certa vontade dos alunos de saberem a verdade dos fatos. Essa luta é algo desconhecido para alguns que chegaram agora. Seria bom se o DCE fosse de curso em curso explicado o que realmente aconteceu, para que isso fique de uma vez esclarecido. Seria mais transparente, ficaria mais confiável para todos. Se o DCE quiser que os alunos novos confiem nele, é preciso ser mais transparente – entendam que eu disse “mais”, e não que ele não é transparente.


Nota-se que os que fazem o DCE têm um grande espírito de luta. Há uma história em torno Disso. Desde a Ditadura que esse grupo está envolvido na defesa do estudante universitário. A questão aqui é que se houvesse uma forma melhor de se chegar aos novatos faria uma grande diferença. Em minha classe comenta-se bastante isso.


Cibele, que é do quadro do DCE, é uma garota que está sempre com sua ideologia, procurando envolver todo mundo na sua nela,na sua forma de pensar e isso é bonito. Deve-se acreditar nisso e levar a outros, envolvê-los também na luta. Agora vê-se uma certa lacuna e sente-se que algumas vezes o DCE fica ausente um pouco, pelo menos de algumas áreas, por exemplo, quando deixa de visitar certos cursos,quando passa muito tempo ausente, os alunos falam disso. Muitas vezes depara-se com isso em nossa universidade. Os professores mesmo dão o maior apoio a isso. O curso de Letras mesmo está com dificuldade para ter aula de informática, pois a estrutura está com certa “dificuldade”. Está aí mas uma informa do DCE ajudar o pessoal de Letras.Sei que eles podem fazer isso. A sala de informática da área de química é umas das melhores que tem na Rural, bem estruturada. Os computadores são novos e rápidos. A sala bem ampla. Seria bom se também Letras tivesse isso. No que depender dos alunos, isso será feito. Espera-se que também o DCE apóie essa luta. É isso aí.