CABARÉ NOS ÔNIBUS

Adicionar legenda
As músicas tocadas nos ônibus, atualmente, são de uma pobreza excepcional. Fazem apologia a tudo que é fútil. Como a apologia à pedofilia, à prostituição, à violência.... Não quero aqui falar contra o fato de gostarem desse tipo de música. Cada um tem seu gosto. O problema é obrigar eu a gostar ou a escutar também. Atrapalha a viagem, tornando-a incômoda. A moda agora é usar aquelas caixas de som na qual se acopla um pendrive. Escuta-se de longe. Quando não é isso, se usa os celulares de fabricação chinesa, os quais são muito usados pela classe D e E. Quem quiser comprovar isso é só pegar um desses ônibus nos terminais integrados, ou mesmo metrô. Tornou-se uma mania, tanto, que a Prefeitura de Recife está com uma campanha para que esses usuários respeitem mais seus colegas de viagem, e usem fone de ouvido. Vejam a que ponto se chegou.
O que mais incomoda nelas é o fato de usarem palavras depreciativas às adolescentes, às coroas, enfim, às mulheres. Sem ritmo e sem melodia, elas, mesmo assim, fazem o maior sucesso entre essa camada da população, mesmo as pessoas de certa idade apreciam. Boa parte,por outro lado, depreciam esse tipo de música, sem o glamour das músicas da MPB, pelo menos aos das músicas pop atual, que apesar do mau gosto de algumas, não chegam a ser tão sem qualidade. Parabéns à Prefeitura de Recife pela boa iniciativa. Os usuários dos transportes da Região Metropolitana  agradecem.