À GONÇALVES

Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá;
As aves que aqui gorjeiam
Estão em extinção.