POR ÁGUA ABAIXO

 
Pode até parecer exagero meu, mas mesmo assim prefiro falar a me calar. Acho importante isso. Não levem a mal, mas é importante falarmos essas coisas.
Uma chuva pode revelar algumas coisas interessantes.  Ás vezes não levamos em conta a necessidade de nosso amigo ou colega ao lado. Como na chuva que caiu de repente numa noite nublada. Repentinamente. Todos esperando, na universidade, por que a chuva caia torrencialmente. Depois, alguns foram saindo, ao maneirar um pouco mais. Nisso,  observei certas atitudes um tanto egoístas da parte de alguns. Viam seus colegas ali, esperando para ir embora, mas nem sequer perguntavam se queriam uma "carona". Claro que ninguém é obrigado, mas pensem comigo: é preciso ter afinidade para  oferecer esse tipo de ajuda, já que todos são colegas e amigos de faculdade?  Alguns daí até têm o mesmo tipo de bolsa. Penso que não custa nada ajudar; mas para alguns, só eles precisavam ir para casa. Alguns tinham carro, mas mesmo assim, mal olhavam para o colega ao lado, que também tem horário para chegar em casa. "Mas o que tenho a ver com isso?", pergunta você. Tudo, creio. Seu colega ali querendo ir para casa, e você não pode dar uma carona? É coisa que precisamos rever.
Será que a academia nos torna insensíveis? Ser racional é isso? Desculpem o exagero, mas são coisas simples que sempre vemos. Alguns tiveram que se molhar mesmo, senão ficavam lá até às 23h00. E que horas chegariam em casa? Alguns tinham um enorme guarda-chuva, mas não davam nem mesmo uma simples ajuda até à parada de ônibus. Acho que a chuva pode revelar algo sobre nós mesmos, o que somos e pensamos. Coisa simples, não? Também acho.