quarta-feira, 29 de outubro de 2014

BRUTALIDADES


Vi isso várias vezes já, quase todo dia vejo ainda. As mulheres, que eram consideradas mais sensíveis que os homens, estão agora imitando suas brutalidades. Essa é a palavra, brutalidade.
Antes, quem visse uma mulher com o filho nos braços, ou com um pacote de alguma coisa, levantava-se do lugar, e ela sentava; hoje, isso mudou. Ninguém se levanta mais, mesmo as mulheres ficam sentadas, até quando veem uma idosa. Incrível. Certa vez, vi uma mulher com uma criança de uns 2 anos no braço. Ninguém se levantou, mesmo as mulheres ficaram sentadas. Insensíveis também. Antes, eram só os homens,mas mesmo esses se levantavam e davam lugar, apenas alguns não faziam isso; elas agora ficaram assim, brutas.
E aquelas pessoas que ficam sentadas na frente? Os idosos entram e não sentam, pelo fato de ninguém se levantar e dar o lugar para eles. Absurdo não é? Eu me sinto impotente com isso. Queria dizer para essas pessoas insensíveis que isso é errado, não se faz, que isso?! Mas fico calado. Será que sou omisso? Já não sei.
As mulheres não podem ficar assim, estão iguais demais aos homens, precisam ser diferentes da gente, nós somos brutos por natureza, mas elas? Cadê a diferença? Estão iguais demais com a gente. Não deviam mudar?