O REVOLUCIONÁRIO


 Quero espalhar uma ideologia
Que clareie o dia
E refaça as forças do homem.
Quero um fogo que consome.

Quero uma ideologia
Que as crianças entendam,
Que as compreendam
E a escondam com carinho.

Não quero ser líder de uma revolução
Neurótica
De caráter psicótica,
Que amedrontem o cidadão.
Quero-a com coração.

Não quero uma ideologia vazia
Que não ilumine
E não contamine
As mentes.

Anseio uma revolução potente
Que alcance os carentes
E lhes abra as mentes;
Uma ideologia da gente!

Quero ideias perfeitas
Tecendo os amanhãs.
Quero lançar as bases
Dessa metamorfose
E ter a colheita.

Essa ideologia
Tem que ser madura
Tem que ter candura
E cumprir a promessa.

Tem que brilhar
Como uma festa.
Ela precisa ser limpa,
Precisa ser nítida.

Como quem se declara.
Terá que ser rara...
Terá que abrir o coração:

 Viva a revolução!


por J. M. Lou