A COLUNA PRESTE E O PAÍS MARAVILHOSO


Li, num períodico de Recife, sobre os 90 anos da Coluna Prestes, que andou mais de 25 mil quilômetros pelo Brasi afora, lutando contra o presidente Artur Bernardes, que comandou o Brasil em estado de sitio.
Só vim a conhecer esse camarada depois que estava na 6 série; gostei muito de conhecer esse camarada, e sua história. Sofreu muito, mesmo com um contigente de mais de 1500 homens, que lutavam com ele, e venceram muitas batalhas contra  o presidente Artur. É, ainda hoje, considerado um herói pelos comunistas, e um vilão, pelos de direita. O Tenetismo foi mesmo um movimento forte, começando em 1924, com Prestes de um lado, e Costa, de outro. Os gaúchos unidos com os paulistas. Dizem que essa coluna se encontrou com Lampião, passando pelo Nordeste, mais precisamente Alagoas e Pernambuco.
O que me faz lembrar muito dele, é que fez um discurso no Treze de Maio, centro do Recife, e também na praça de Beberibe; quase ninguem sabe disso. Fiquei sabendo por que li sobre  Gregório Bezerra, num livro intitulado "O Caso eu Conto Como o Caso Foi,de um comunista muito conhecido aqui em Pernambuco; Gregório era um comunista do exercito, que, por causa de suas ideologias, ficou preso na Casa da Cultura, e na antiga SSP, na Rua da União. Ali aconteciam muitas torturas, segundo li nos livros.
Foi depois um comunista inveterado, tendo conhecido, na URSS, Olga Benário, com quem teve um filho, e se escondeu por algum tempo no Brasil, tendo sido denunciado por vizinhos seus, e levados presos pela polícia  do senhor Getúlio, que em nada diferia de Mussoline ou Hitler, pelo menos na forma do governo, a Constituição Polaca.
Então, contrariando a própria lei brasileira, Olga foi mandada para os campos de extermínio do animalesco Hitler a maior besta que existiu na terra, pai de todos os racistas, onde morreu, pois era judia. Getúlio não perdoava Prestes, talvez por saber da história dos judeus, que Deus amaldiçoou por causa da quebra da aliança entre ele e esse povo, prescrito no Pentateuco, e por ter rejeitado a Jesus, prometido ao mundo desde os tempos eternos, conforme fala a Bíblia; e desde Tito, espalhou-se de vez pelo mundo, cumprimento das profecias de Jesus, em Mateus 24. Deve ter sido por isso.
Desse modo, o golpe, no qual Luis fracassou, na tomada do poder pelos comunistas, ajudados pela URSS; "os comedores de crianças" não puderam governar o Brasil, e trazer a paz e felicidades eternas, e transformar o país num paraíso, melhor que   a maravilhosa e perfeita União Soviética, onde nunca morria ninguem por ficar contra o regime, nem ia para campos de concentração, onde existiram dois lindos governadores, Stálin e Lênin, que nunca deram nem uma tapa em ninguém. Que pena que não deu certo o golpe.Hoje, seríamos um país maravilhosa, melhor que na Utopia de Morhus.