quinta-feira, 30 de abril de 2015

AI-5 VOLTA NO PARANÁ E ACABA COM PROTESTOS DE PROFESSORES

 Foi um cenário de ditadura, de povo sem liberdade. Fez lembra o AI-5, quando, na ditadura Militar no Brasil, todos os direitos foram tirados da população, como se não fôssemos brasileiros, ou mesmo gente.
Os professores, além de ganharem um salaŕio mal pago, de ser tratados como trabalhador de terceira categoria, teve que lidar com os como cachorros do governo, a polícia militar do Paraná, despreparada para lidar com pessoas, mas preparada para vir com truculência contra os professores,como se fossem bois soltos, correndo loucamente, e não cidadãos formadores de outros cidadãos para Estado. Se tratam assim trabalhadores que são fundamentais para o crescimento da economia, de todo tipo de desenvolvimento, que são os professores, que valor pode ser dado a um governo assim?
A revolta dos mestres foi contra o roubo do fundo de previdência deles, pois as raposas do covil da ALEP tiraram dos professores o direito de receber, como deveriam, o dinheiro dessa previdência, mas foram roubados. É muito cinismo desse governo. A guerra foi intensa, com repórteres e professores sangrando, as costas feridas, outros, feridos no rosto, alguns chorando, mulheres no chão, sufocadas pelas fumaça da bomba de efeito imoral. É isso que merecem pessoas que trabalham para fomentar a educação de nossos filhos? Esse estado já está no fundo do poço, vendido, moralmente falando.O número de feridos ultrapassa o de cem pessoas, fora outros não contabilizados. Beto Richa, o governador, richado, não quer saber de diálogo com ninguém ,pois está acostumado a lidar com cavalos, e pensa que os professores vivem rinchando, por isso, acha que eles não merecem diálogo. É um governo animal, usando uma política animal. O absurdo é que mesmo depois desses protestos, os deputados, de maioria governista, não dando a mínima para os mestres, aprovaram essa mudança;o roubo legalizado, uma política cínica e descabida, coisa de porco chauvinista.
Será que a Ditadura voltou e não estamos dando conta disso? Parece que o AI-5 entrou em vigor, de novo, no Paraná. Às armas, companheiros!