quinta-feira, 20 de outubro de 2016

O EFEITO CONSTANTINO NA IGREJA



Espero que não aconteça desses políticos estarem vendo que a igreja elege seus candidatos com boa votação, não finjam que se converteram e entrem na igreja apenas para serem eleitos, já que a igreja mostrou sua força nessas eleições, elegendo com boas votações, tanto prefeitos, quanto vereadores, em todas as capitais do Brasil. Será que é o efeito Constantino que voltou?Esse político,com sua política, tentou transformar a igreja num braço do Estado, o que deu origem à Igreja Católica, que por mais de mil anos dominou o mundo dentro da esfera do antigo imperio romano.Fiquemos de olho nisso.
Espero que isso não influencie na espiritualidade da igreja, tirando sua visão do Céu, que é  o que desejamos mais do que tudo, pois passa o reino deste mundo. Vale lembrar da preocupação dos discípulos em relação ao restabelecimento político de Israel, e o que Jesus respondeu a eles, dizendo que não competia a eles pensar nisso, mas sim se preocuparem com os estabelecimento do seu reino, através do derramamento do Espírito Santo, para que eles ficassem sendo suas testemunhas.
A igreja tem atraído a atenção desses políticos e desses partidos profissionais, pois sua força como reduto de votos é grande, elege mesmo quem é indicado por sua liderança. Vejo isso com muita reserva. Tomemos cuidado.