terça-feira, 25 de outubro de 2016

SOB SETE CAPAS SE ESCONDE O NEFASTO



Quero saber se você já teve isso. Se você já ficou frustrado por não ser quem queria tanto ser, por nao ter o que queria tanto ter, por não ter sido o que tanto quis, enquanto via muitos com idade que você tinha, na época, já com seu sicesso. Será que você nunca se sentiu frustrado por não ter sido o cara já tão novo, e já cheio de sucesso, com um emprego estável, indo para onde voce bem desejasse, ter praias lindas, uma bela namorada, um belo carro, um bomvivant...
Será que só eu já tive essa frustração? Mas qual a maior frustração nisso tudo? Quer saber qual é? É você ter um tesouro em si mesmo, mas nunca saber isso, é ter um baú de ouro enterrado em seu quarto, enquanto você passa fome, se veste mal, tem poucos amigos, quase não sai...Enfim, você mal vive a vida. Já esteve assim, caro leitor amigo?Ou só eu sou um mero ser humano que não tem vergonha em mostrar quem é, e nem o que sente?Não gosto de parecer um super-homem, gosto de ser humano.
E você fica pensando isso, e descobre que senpre esteve enganado. Pensou que alguém que era seu herói, mas, na verdade aparece como o próprio Satanás, mas que, até hoje, veem uma luz opaca nele, embora tenha o coração cheio da mais terrível maldade, que fica em gozo só em saber que a capa que tem o faz parecer ser a melhor das criaturas, e, que o tempo todo procurou viver perto de quem teve um bom potencial, e fez tudo para desanimá-lo e destruir sua alma, de modo que a ninguém ficasse patente sua maldade. Veja como é difícil conceber que um ser humano faça isso com quem deveria amar.E até com quem o gerou! Embora não pareça, é totalmente possível.
Eu vivo uma tragédia de Shakespeare, meu caro, algo ainda inédito nas famílias que conheço. Já teve parecido, igual, não. É um caso único.
Vidas foram destroçadas, e ainda essas pobres criaturas achavam que estavam sendo ajudadas. Porque, como elas iam conceber que viviam com um monstro?Que sob a pele de cordeiro, estava o filho do diabo ali, se opondo a eles?Impossível, meu caro!Nem o nosso escritor escreveria algo assim.
E você olha para trás e pergunta: "por que não percebi isso antes?" Era sua confiança cega que não deixava ver. Pobre da pessoa que vive assim!Pobre, pobre...E você ainda não entende a razão de ninguém enxergar o que você viu, como se fosse um iluminado...
E, de repente, você se dá conta que o ego miserável dessa criatura transformou você num ser quase morto, sem amoção, sem anseios, sem futuro, enquanto esse monstro dá gargalhadas pelo "bom" trabalho feito. É mais que maquiavélico, é Fausto, é diabólico.