quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

COSTUMES NÃO SÃO REFERENCIAIS DE SANTIDADE


Costumes são costumes, doutrinas são eternas. Cada vez mais alguns estão confundindo as duas coisas. Vamos, de uma vez por todas, fazer essa divisão. Querem ter costumes, que tenham, mas não deem o mesmo valor dos costumes às doutrinas. Só quem santifica é o sangue de Jesus, a palavra de Deus e o Espírito Santo, costumes devem existir, se houver essas tres coisas na vida do crente.Se ele tem costumes, e não tem isso, esses costumes valem tanto quanto o lixo vale, pois estará baseado nas nossas justiças, que são 'trapos de imundície",disse Isaías.
De onde alguns irmãos tiram essa ideia que precisam cortar a barba para ser santo, só usar bermuda, nao raspar as pernas, pintar o cabelo...Coisas que na Bíblia não significam santidade.Tiago disse que a religião de verdade é guardar-se da corrupção do mundo; Pedro disse algo semelhante no capítulo 1.13-19. Paulo, o filósofo e teólogo, disse, em Gálatas 5 que as obras da carne são prostituição, impureza, lascívia, beb edices, glutonarias, e outras coisas semelhantes a essas. Isso sim é pecado. Não temos o direito (nós da Assembleia de Deus), como denominação, de ser o referencial das outras igrejas. O referencial é Jesus Cristo, não as denominações. Estas existem para salvaguardas a igreja de Cristo. Embora existam várias denominações, há uma so igreja,uma só fé, um só batismo, a igreja de Cristo em todos os países, povos e nações. Façamos essa diferença. 
Os batistas, congregacionais, prebiterianos, n]ão estão fora do reino de Deus porque as irmãs de lá usam calça comprida, e os irmãos usam barba. sejamos sensatos, isso nada tem que ver com santidade.
Então, irmãos, se lembrem: costumes não são referenciais de santidade, mas sim, o Espírito Santo, o sangue de Jesus,e a palavra de Deus.