O PROFETA RANZINZA

Sua história se passa no século VIII antes de Cristo, quando o reino de Israel estava no auge, mas cheio de pecados, denunciados por Amós e Oséias, profetas de Deus nesse tempo, os quais denunciaram o pecado, tal como fez Jonas.
Jonas foi o único profeta que não ficou alegre com o sucesso de sua missão. Enquanto Jeremias sofria por não ter sucesso nela, esse profeta não se conformava pelo sucesso que teve. Era muito estranho esse homem de Deus. Será que não agimos assim também?Preferimos que Deus mate um vizinho ruim, um marido, um filho, ao invés de orarmos para Deus salvar ele? É isso que às vezes fazemos. Não é fácil.
Mas a controvérsia do livro de Jonas não para aí. Alguns dizem que ele não foi escrito por ele, por que há expressões aramaicas e hebraicas recentes no livro, e o grande número de milagres impede que ele seja visto como histórico, segundo os céticos, como se Deus não fizesse milagres. Absurdo isso. Outra coisa é dizer que não há nenhuma inscrição assíria falando desse episódio tão importante. Será que os assírios iriam mesmo dizer isso, considerado algo "vergonhoso". Houve um período que houve uma rainha chamada Semírames, a qual foi regente com seu filho Adade-Nirari III (810-782) houve um impulso na direção do monoteísmo. Outros dizem que houve duas pragas severas na Assíria em 765 e 759 A.C., como também um eclipse total em 763 A.C., os quais eram considerados como evidências de um sinal divino, e, com certeza, preparou os corações deles para aceitar a mensagem de Jonas.
O livro de Jonas já foi interpretado como uma alegoria profética, uma lenda, um parábola. Nessas interpretações, ele é uma análise e crítica ao judaísmo Pós-exílico, e a cidade de Nínive representa o vasto mundo não judeu que aguarda o despertamento que só a verdadeira mensagem de Deus pode trazer. O grande peixe é Babilonia, que engoliu o profeta (o cativeiro). Mas é aceitável que foi um fato histórico, asseverado por Jesus em Mateus 12.40 e Lucas 11.30.
Se Jesus disse que foi um fato histórico, quem são os críticos para dizerem o contrário? Vale a pena estudar o livro do profeta Jonas, pois é a palavra de Deus.