quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

A ESTRANHA RARIDADE DE ANDERSON FREIRE

Anderson Freire é um dos mais conhecidos e cantados artistas gospel da atualidade. Sim, artista, pois é difícil haver verdadeiros adoradores no mundo da cantoria gospel de hoje. E, segundo um evangelista nosso, "são músicas espúrias".
Pois bem, uma das músicas mais cantadas dele diz o seguinte: "você é um espelho/Que reflete a imagem do Senhor/Nao chore se o mundo ainda nao notou/Já é o bastante Deus reconhecer o seu valor/Você é precioso, mais raro que o ouro puro de Ofir..." Linda letra, se não parecesse tão estranha. Veja bem, porque alguém iria refletir a imagem do Senhor se ninguém notasse? Certamente ele tomou essa figura de 2 Coríntos 3,  onde Paulo faz essa comparação. Nao foi Jesus quem disse que nossa luz deveria brilhar diante dos homens (Mt 5.16)? Não está escrito que se nós o abandonarmos, ele nos deixará também (2 Cr 15.2; 2 Tm 2.12), e que Deus está conosco se nós estivermos com ele? É estranha essa letra do compositor. Bela melodia, tão cantada nos cultos de mocidade, aos domingos, mas que deixa bastante a desejar em termos doutrinários. E olhe que nem analisei o resto!Claro que é uma música, tem licença poética, diria alguém, mas não para contrariar a Bíblia! Nem com licença poética! Parece mais uma exaltação humana do que louvor a Deus.
Deve ser uma homenagem aos agentes secretos de Jesus, se houver isso. Fico com Paulo (Fp 2.15), que disse que somos luzeiros no mundo. E deveríamos ser notados, não acham? E o mundo não nota, tem algo errado. Tanto ele nota, que nos odeia, disse Jesus. Se não notasse nao nos odiaria por isso. Anderson Freire poderia ter escrito uma letra melhor.
Mas quem sabe ele também não se refira à uma luz opaca, coberta por um pano preto?Por isso que o mundo não nota! Ou talvez fale de alguém que é tão parecido com o mundo que não se diferencia, daí a "cegueira" do mundo. Vá saber.
O que sei é que deveríamos pensar nessas letras antes de cantar, e não fazer isso de modo mecânico, para que nao cantemos heresias. Melodia bonita, mas letras ruins, biblicamente estranhas.