POR GOELA ABAIXO




Cada vez mais eu viro as costas
Pras ideias infamantes de agora.
Se eu não pensar igual, fico de castigo, num  canto escuro.
As ideias parecem ditadoras
querendo mudar o que penso


Eles querem me mudar por dentro,
Mas me recuso a fazer isso,
Pois minhas mudanças
Não veem de Frankfurt,
Nem tampouco da superestrutura.

As tresvas estão chegando bem sutis,
E a longo prazo,
E vão se escondendo como camaleão,
Mudando as formas de tudo o que querem.


Cada vez mais abomino essa geração
Sem modelo e firmeza;
Jamais deixarei meu referencial solto ao vento.
Tenho um modelo e o sigo.

Jamais serei aluno dessa tua escola, conspiradores
Pode me esquecer, donos do poder!
Eu te vejo como inimigo de tudo o que é celeste,
Bom, e suave! Detesto teu lixo!

Eu me edifico com pedras preciosas!!


Leus Nardus

Postagens mais visitadas